Lições Aprendidas do Livro “Gerencie sua Mente”

Compartilho com vocês os aprendizados obtidos com a leitura do livro "Gerencie Sua Mente Não Seu Tempo". Pelo menos os atrasos em vôos no Brasil me trouxeram algum benefício, pois me proporcionaram algumas visitas às livrarias de aeroportos.

 

 

 

Seguem algumas conclusões:

O autor apresenta uma série de técnicas para aumentar a produtividade pessoal. A principal delas se refere ao seguinte ponto: para você ser mais produtivo, você precisa "esvaziar a sua mente", para que possa focar energias naquilo que é realmente importante, retirando os projetos inacabados ou não realizados que tanto incomodam e tiram nosso foco. A ideia é concluir os projetos inacabados e fazer uma lista daqueles que ainda serão feitos. Tendo essa visibilidade e sabendo que tudo esta endereçado, você começa a perceber que é mais produtivo sabendo que está fazendo o mais importante e que todo o resto está previsto para ser feito em outro momento.

 

Quem nunca chegou no quarto e olhou para a estante e pensou: “Poxa, ainda tenho que ler aquele livro, aquela revista, redigir aquele artigo”? São os inúmeros projetos inacabados que nos atormentam no nosso dia-a-dia.  

 

A grande sacada do autor é ter sistematizado a idéia de que a fonte do estresse está relacionado ao número de tarefas a serem feitas e que não estão planejadas. Daí vem a sensação de que tem muita coisa pra fazer, não dá pra fazer tudo. E quando passamos a identificar esses itens, planejá-los, mapear as interferências e ajustar o plano, estaremos mais focados e confiantes de que tudo será feito e concentrando toda a energia no que está sendo feito naquele momento. Portanto, planejamento e execução focada é a chave do sucesso. Com relação a isso, observe o que o autor cita no livro: "Uma lista de projetos completa e primorosamente definida, mantida, atualizada e revisada pelo menos uma vez por semana, é um elemento chave para a produtividade livre de estresse.”

 

Um outro ponto que ele discute é vencer a barreira de iniciar uma tarefa complexa ou projeto grande. Muitas vezes, postergamos o início da execução de uma tarefa em função da insegurança ou complexidade de execução. Para isso, ele sugere definir ações mais factíveis para esses grandes projetos, para que a atitude de começar algo vença essa barreira do desconhecimento. Eu tive a oportunidade de fazer isso, não executando a tarefa em determinado momento por achar complexa e demorada, mas no final você descobre que era mais simples do que você imaginava e que poderia tê-la feito muito antes.

 

Além de ser importante esvaziar a mente para ser mais produtivo, isso também torna o indivíduo mais criativo e apto a fazer escolhas.

 

O conceito a seguir é interessante para aqueles que acham que planejar é perda de tempo: "Quando você mais precisa planejar é geralmente quando você acha que não tem tempo. Quando você mais precisa se organizar é quando você menos sente que pode se permitir fazer as coisas necessárias a esse fim". Quando tenho tempo livre, é mais tranquilo para que eu possa planejar. Entretanto, o planejamento é mais importante quando o tempo é escasso e seu uso precisa ser otimizado.

 

 

Por Alércio Bressano 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: