Evento da LanLink em Aracaju (10 Anos)

No último dia 15 de Abril, a LanLink realizou um evento em Aracaju referente aos seus 10 anos de existência.

Participei do evento representando o Grupo Constâncio Vieira e tivemos a oportunidade de encontrar diversos profissionais de outras empresas locais, públicas e privadas.

 

Durante todo o dia, foram realizadas diversas palestras sobre temas variados, desde assuntos técnicos a temas ligados a habilidades gerenciais e administrativos.

 

No período da manhã, foram realizadas duas palestras: uma sobre o tema Virtualização e outra sobre Contratos ANS (explicarei mais adiante isso). Sobre o tema Virtualização, é um assunto muito discutido atualmente, pois tem benefícios como redução significativa do TCO (Custo Total de Propriedade) e o aumento da flexibilidade, disponibilidade e agilidade. Existem ferramentas que virtualizam servidores, storage e outros componentes. Com esse conceito, é possível ter, num mesmo servidor físico, várias máquinas virtuais, ou seja, com recursos de hardware e software isolados como se fossem máquinas fisicamente diferentes. É um recurso que pode ser utilizado no processo de desenvolvimento nas fases de Testes e Homologação de Sistemas (configurando-se um servidor virtual idêntico ao de produção, simulando um ambiente mais próximo do real) e em alguns processos críticos executados no servidor (na minha realidade, existe um processo executado no fechamento mensal que impacta outras aplicações. Com esse conceito, não haveria esse problema, pois esse processo poderia estar consumindo um servidor virtual criado especificamente para ele, não impactando os demais sistemas que estariam em outro servidor virtual). Existem três tipos de virtualização: Tradução Binária (Virtual Completa), OS Assisted e Hardware Assisted. Existem softwares como VMware e outros da IBM e Microsoft. O Windows Server 2008 já vem com recurso nativo para virtualização. Quem tiver interesse, pode pesquisar mais sobre esse assunto em sites especializados (infra-estrutura não é a minha praia J). Sobre a palestra de Contratos ANS (Acordo de Nível de Serviço), o palestrante explicitou alguns itens e exemplos de como criar um contrato contendo métricas para quantificar se o serviço está no nível desejado pelo cliente. Em outras palavras, através da definição de SLA (Service Level Agreement) ou em português ANS (Acordo de Nível de Serviço). Segundo ele, existem 7 cláusulas importantes a serem definidas num contrato como esse:

            1. Serviços a serem Entregues

            2. Desempenho, Registros e Relatórios

            3. Gerenciamento de Problemas

            4. Garantias e Punições

            5. Responsabilidades do Cliente

            6. Segurança

            7. Rescisão

 

À tarde, ocorreram palestras que me chamaram mais a atenção, pois são áreas do meu interesse. Inicialmente, foi feita uma palestra sobre as tendências na área de TI. Nessa apresentação, foi mostrada uma pesquisa de 2008 do Gartner com os 10 assuntos mais quentes da TI nos próximos anos. Segue a relação apresentada:

            1. Green IT (ou TI Verde): uma espécie de TI com responsabilidade social, que prega mecanismos para as empresas ficarem atentas para otimização e economia dos recursos energéticos.

            2. Comunicação Unificada: como o uso da tecnologia proporcionará redução de custos com a quebra das fronteiras, o aumento da produtividade individual e a otimização dos processos de negócio.

            3. BPM (Business Process Management ou Gerência de Processos de Negócios): foco na integração de processos, pessoas e sistemas, gerando maior competitividade no cenário atual globalizado, redução de custos e melhoria contínua.

            4. Gestão de Metadados (MetaData Management): integração de dados vitais da organização, independente do acesso.

            5. Virtualização: melhoria da eficiência e custos

            6. Mashups: com a Web 2.0, esse conceito aproveita as aplicações on-line existentes e melhora a experiência e produtividade do usuário

            7. Plataforma para a Rede (WOA): serviços WEB, como SAAS (Software as a Service ou Software como Serviço)

            8. Histologia Computacional (Fabric): blade ampliado (aplicação de recursos sob demanda como peças de lego)

            9. Real World Web: cruzamento de várias informações em vários dispositivos.

            10. Social Software

 

Ainda nesse tema de tendências, foi apresentado o SOA (Service Oriented Architecture), mostrando que apenas 10% a 40% dos serviços são reutilizados (um assunto que tende a crescer muito ainda). Além disso, foi mostrado que 20% dos CIO’s tem menos de 1 ano no trabalho atual e que os temas de alto investimento das empresas são BSC, PMBOK, COBIT, ITIL, CMMI, entre outros assuntos relacionados à Governança.

Um outro dado importante apresentado: no ranking tecnológico mundial, o Brasil está posicionado na 59ª. posição (o 2º. na América Latina, atrás do Chile, que é 34º. lugar no geral).

 

Em seguida, foi iniciada a palestra com o título “Inovação: Genialidade ou Disciplina?”. Foram apresentados modelos de negócio inovadores de empresas como Amazon.com, Google, IBM, Casas Bahia e GOL. Para que haja a inovação é fundamental dois pontos: gerar resultado e quebrar o modelo vigente. Não precisa ser gênio para inovar! Basta saber aproveitar as oportunidades e ter muita disciplina e persistência. Foram apresentadas pesquisas do Gartner que mostram que 30% dos recursos de TI são aplicados a novas soluções, enquanto que os outros 70% são utilizados em manutenções. Dá para perceber o quanto estamos envolvidos com as operações diárias. Sobre falhas no ambiente de TI (downtime), uma pesquisa mostra uma classificação de causas:

  • 40% – erro de operação
  • 40% – bug da aplicação
  • 20% – problemas no hardware, sistema operacional (ambiente)

Isso mostra que 80% das causas de problemas na área de TI estão relacionadas a pessoas e processos! Por isso a importância em investir nas pessoas.

 

Por falar em investir nas pessoas, logo na sequência ocorreu a palestra mais interessante (na minha opinião). Ela foi proferida pelo diretor de RH da Lanlink, Gonçalo Prado, e foram apresentadas diversas tendências do novo papel do profissional de TI que as organizações necessitam. Ele iniciou apresentando um histórico da evolução do profissional, desde o cientista que fazia aplicações científicas na década de 50, passando nas décadas de 60/70 pelo Gerente de CPD (processamento de dados), o Gerente de TI (sistemas de informação) nas décadas de 70/80, o CIO (Chief Information Officer, Executivo principal da área de TI) nas décadas de 90/00 e chegando até o CBT (Chief Business Technology ou Executivo da Tecnologia de Negócios) no pós 2000 (século XXI).

Um outro ponto que chamou minha atenção foi a sistematização das habilidades do profissional. Existem as Habilidades Técnicas e as Habilidades Comportamentais. Para isso, é necessário ter o seguinte:

 

CONHECIMENTO

Saber

HABILIDADE

Saber Fazer

ATITUDE

Querer Fazer

 

As duas primeiras referem-se a Competências Técnicas, enquanto a última refere-se a Competências Comportamentais. Ele conclui que os profissionais tendem a ser mais valorizados pelas Competências Comportamentais, pois elas são mais difíceis de serem desenvolvidas e agregam maior valor ao negócio. Algo importante é que não adianta nada ter essas competências, se não gerar resultado!

Também foi citado que as Universidades não atendem em suas grades curriculares o perfil do profissional atual. Essa é uma coisa que tenho debatido bastante com a Coordenação dos cursos de Computação da Universidade Tiradentes, para que possamos ter cursos que dêem mais focos nas habilidades gerenciais. Atualmente, os cursos de graduação formam profissionais com o perfil muito mais técnico, com pouca habilidade comportamental desenvolvida. Algumas melhorias tem sido implementadas (curso de Sistemas de Informação recebendo disciplinas de Qualidade de Software, Governança, etc.), mas ainda existe um longo caminho a ser percorrido.

Para finalizar, algo que me marcou bastante e que deve fazer parte da visão estratégica da carreira de um profissional. Segue o texto exato que foi apresentado:

 

Serão mantidas ‘em casa’, principalmente funções que demandam habilidades não técnicas e conhecimento do negócio, como:

  • Gerência de Projetos
  • Conhecimento de Processos
  • Conhecimento da Companhia

Enquanto funções técnicas tendem a ser terceirizadas:

  • Desenvolvimento
  • Suporte
  • Help Desk”

 

Em outras palavras, apesar da área de TI estar cheia de “modismos”, assuntos como Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de Processos e Governança de TI são temas estratégicos para as organizações e a demanda por profissionais com esse conhecimento é escassa, enquanto que a oferta cada vez mais aumenta.

 

Para finalizar, foi oferecido um coquetel, onde tivemos a oportunidade de bater um papo com velhos amigos e grandes profissionais atualmente, como Davi e Daniel Rocha do G Barbosa, Fátima da Procuradoria da República, Plínio da Pyxsis, Antônio da Norcon (aluno do curso que ministrei de gerência de projetos no início deste ano), entre outros.  Conversando com Daniel, ele me informou que iniciaria alguns trabalhos na área de gerenciamento de projetos no GB. Com certeza iremos manter contato e trocar figurinhas. Gonçalo (um dos palestrantes do RH) também estava na conversa e comentou que estava tentando se lembrar, pois meu nome não era estranho para ele. Eu falei que lembrava dele em alguns outros eventos da LanLink no Delmar e ele falou que lembrava também do meu nome na relação de inscritos.  Logo em seguida ele disse que lembrava de mim por ter lido um artigo de minha autoria que falava de uma analogia de uma orquestra em relação a tecnologia. Ele se referia a esse artigo. Confirmei que realmente havia escrito e ele elogiou, pois havia gostado bastante. Bacana o reconhecimento J

 

Encerrando esse post, agradeço em especial a atenção do Rafael da LanLink pela entrega do convite pessoalmente.

 

 

Por Alércio Bressano

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: