Marketing Pessoal: inútil ou fundamental?

Acabei de ler um comentário de um colega de profissão (Lucas Novaes), onde ele expressa o seguinte:
 
"Fico impressionado em ver a quantidade de profissionais fazendo marketing pessoal. Criando uma falsa imagem. Mas quando você começa a ter um convívio profissional a grande maioria não corresponde em nada ao que aparenta ser."
 
O comentário dele me motivou a falar um pouco mais do que penso sobre esse tema, visto que tenho um pouco de experiência nisso, e gostaria compartilhar com vocês (apenas com o intuito de cumprir minha missão).
 
———-
 
Em 2004, tive a oportunidade de ler um livro chamado "Marketing Pessoal: 100 dicas para valorizar a sua imagem" (tenho ele aqui e quem quiser eu empresto). Achei bem interessante a posição do autor. Na época era formado, estava fazendo pós (MBA), já tinha 5 anos de empresa e de experiência profissional e decidi fazer uma avaliação pessoal e começar a me utilizar dessas técnicas.
 
O tempo foi passando e comecei a analisar o andamento. Resultado: perdi muita coisa, mas por outro lado também ganhei. Com a prática, tive a oportunidade de aprender a saber como usar essa técnica para meu benefício, tentando potencializar o que teve de bom e atenuar o que foi de ruim. Hoje me utilizo disso de uma forma mais madura, mesmo pagando ainda um preço alto. Mas não deixo de utilizar! 🙂
 
Existem os dois lados da moeda: fazer marketing pessoal é se expor, é dar a "cara a tapa", é se colocar para que os outros julguem. É fácil fazer? Não. Como tudo na vida, isso também tem um preço. As oportunidades surgem, pessoas que você nunca ouviu falar te conhecem e você acaba se posicionando no mercado e sendo visto de acordo com a sua experiência profissional. Mas é importante ter cuidado para não falar demais e falar coisas que não são verdades. Isso não é sustentável para a carreira profissional. É preciso equilibrar seu resultado/valor entregue com a venda disso que foi feito de bom (ou até de ruim também, pra servir de experiência pros demais).
 
Num resumo rápido, segue a minha percepção sobre esse assunto:
resultado sem marketing = destaque com menos oportunidades.
marketing sem resultado = não se sustenta 1 ano na empresa (no mercado competitivo de hoje, não há espaços para conversadores).
resultado com marketing = segurança, firmeza no que faz, oportunidades, compartilhamento de informações, posicionamento no mercado, saber dar "a cara a tapa", saber lidar com inveja (mas essa aí também não se sustenta).
 
Além disso, em algumas áreas rola muita inveja. Dou um exemplo prático: estou nesse momento preparando cursos e o meu objetivo é compartilhar conhecimento/experiência sobre alguns assuntos que tive boas experiências (faz parte da minha missão de vida). Nisso, já ouvi alguns que vêem como algo positivo (elogiando, estimulando), e outros vêem como "está querendo se exibir", "se acha", etc…. É esse o preço que se paga quando se está exposto!
 
Somos muitos técnicos e não atentamos pra algumas outras habilidades importantes que precisamos desenvolver. Temos que saber vender nossos produtos, nossos serviços (como profissionais) e nos posicionarmos no mercado. Quem não se vende, acaba sendo um diamante subutilizado. Quem se vende demais e não é competente, o mercado exclui.
 
Utilize-se da sua experiência, dos seus resultados e dos seus objetivos pra se colocar no mercado e abocanhar as oportunidades. Não adianta nada ser competente e "se esconder" pra se fazer de humilde e não servir ao mercado e as pessoas. Ser humilde é reconhecer o que tem de bom e buscar seu espaço, sem passar por cima de ninguém 🙂
 
Eu tenho resultados práticos de oportunidades na carreira (profissional e acadêmica) e várias provas de como isso funciona. Tive mais um exemplo prático disso recentemente. Se quiser exemplos, só é falar comigo, pois tenho um pouco de história pra contar depois desses 6 anos de tanto tapa que levei 🙂
 
Minha sugestão: faça parte de redes sociais (eu uso Linkedin e Twitter), crie um blog, participe de listas de discussão, enfim, interaja com pessoas! Se você é bom no que faz, não se esconda! Você precisa ser útil para as pessoas! Permita que elas te conheçam e se permita descobrir novos horizontes.
 
Que cada um busque a sua verdade para alcançar seus objetivos.
 
Por Alércio Bressano
 
 
 
 
 
Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: