Archive for the ‘ Revistas ’ Category

Publicação na Você S/A – Outubro de 2005 – Seção Você Manda

Como faço costumeiramente ao ler as revistas que sou assinante, costumo emitir minhas opiniões sobre as leituras que faço através de e-mail enviado à redação da revista.

Esta semana, ao receber a edição desse mês da Você S/A e ao ler a Seção Você Manda, onde são publicadas as opiniões do leitores, tive a bela surpresa de ter visto publicado o comentário que fiz da edição de Setembro de 2005. Fiquei bastante feliz por ter recebido esse feedback positivo da opinião que emiti sobre a revista. É uma sensação interessante, pois milhares de pessoas no Brasil irão ler o comentário e, ao mesmo tempo, a maioria deles não conhece o autor da opinião.

Legal, hein?! 🙂

Abaixo, publico trecho da revista que tem a publicação em meu nome…

 

 

 

Abraços,

Alércio Bressano

p.s.: para ver parte da página, clicar na imagem abaixo…

Anúncios

Leituras da Exame (Julho/2005)

Alguns destaques da Exame edição 847 (20/07):

* Grupo Pão de Açúcar x Wal-Mart

através  de novos investimentos do grupo francês Casino (acionista), o grupo Pão de Açúcar investe no Nordeste para conter o avanço do Wal-Mart, rede americana que comprou o Bompreço (uma das maiores redes varejistas da região) por US$ 300 mi. Um hipermercado Extra foi inaugurado em Natal e mais cinco lojas devem ser inauguradas ainda esse ano. Entre elas, duas serão localizadas em Aracaju e Maceió e o investimento nessas duas cidades gira em torno de R$ 50 mi.

Minha opinião: não tenham dúvidas que quem ganha com isso é a economia local desses municípios e nós consumidores 🙂

* A prefeitura de Porto Alegre está adotando em seus trabalhos de gestão a metodologia balanced scorecard. Ao invés de secretarias, as equipes e o orçamento são voltadas a projetos.

Minha opinião: interessante ver o setor público em investir numa metodologia que é bem difunfida no meio empresarial privado.

* Pesquisa do Instituto Brasileiro de Intra-Empreendedorismo (Ibie) mostra os principais fatores que brecam o empreendedorismo nas empresas: inesxistência de políticas de reconhecimento (27,5%); colaboradores despreparados (19,6%); cultura não incentiva o espírito empreendedor (18,9%); pouco comprometimento dos colaboradores (17,7%); empresa não oferece estrutura ou recursos (16,3%).

Minha opinião: as empresas devem ficar de olho nesses resultados e saber de que forma podem estimular o empreendedorismo nos seus colaboradores. O ganho com isso é formar pessoas pró-ativas, que se sentem donos da organização e se comprometem com os resultados da empresa.

* Apesar no aumento na compra de ações, os brasileiros continuam preferindo investir em poupança e renda fixa, investimentos mais seguros (resultado da pesquisa do Instituto Nacional de Investidores – INI).

Minha opinião: apesar dessa pesquisa ter sido realizada em pessoas da classe A e B do Rio de Janeiro e São Paulo, reflete o meu perfil de investidor: conservador. Prefiro investir em poupança e tenho um plano de previdência privada (renda fixa).

* Steve Rubel fala da importância estratégica dos blogs nas organizações na entrevista da Exame. Pode se tornar um aliado canal de comunicação com clientes, fornecedores e outros parceiros. Ele fala que os blogs podem criar oportunidades e vantagens competitivas ao negócio.

Minha opinião: os blogs, se bem utilizados, podem se tornar um canal de contato com clientes no meio empresarial. Também pode ser uma ótima ferramenta no marketing pessoal, pois é uma forma de divulgar um pouco do que você faz, seja no lado profissional ou pessoal, divulgando a sua marca pessoal.

* Impacto da corrupção na economia do Brasil

de acordo com o levantamento de um especialista em economia, o país deixa de crescer dois pontos percentuais ao ano  com toda a corrupção existente (desvio de dinheiro, mensalão, licitações ilegais, entre outras irregularidades), deixando de alcançar crescimento comparável a Índia (em torno de 6%a.a.). O país ocupa a 59ª. posição dos países menos corruptos (a Finlândia é o primeiro da lista), ficando atrás de países como Botsuana e Suriname. Além disso, a burocracia existente para se abrir uma empresa e a pesada carga tributária dá margens a esse problema (corrupção, sonegação, informalidade).

Minha opinião: o Brasil é um país que tem tudo o que precisa para ser uma grande potência econômica mundial (extensão territorial, riquezas naturais e minerais, mão-de-obra especializada em ramos estratégicos), mas com esses políticos atuais no poder que só visam interesses pessoais, não iremos alçar vôos mais altos e ficaremos nesse mar de corrupção.

 

Por Alércio Bressano